Oxibiodegradável - Fonte: Recicloteca

Polêmica: Plásticos Oxibiodegradáveis são biodegradáveis?

Os plásticos Oxibiodegradáveis chamam atenção por terem a fama de se degradarem com 18 meses de uso.

Nós falamos sobre plásticos verdes, biopolímeros, bioplásticos, polímeros biodegradáveis e biobasedos aqui. Entretanto, neste texto não falamos sobre os plásticos Oxibiodegradáveis. Assim, fica a pergunta: eles são realmente biodegradáveis? Confira abaixo!

Entenda a diferença entre eles

Os polímeros biodegradáveis são aqueles que podem ser degradados pela ação do ambiente. Ou seja, aqueles que sofrem a degradação com a ação do sol, vento, chuva, acidez do solo, micro-organismos, etc. Explicamos mais profundamente sobre eles neste texto aqui.

— Não lembra o que é polímero?! Não se desespere! Temos este texto aqui pra você: O que são polímeros?

Já os Oxibiodegradáveis são aqueles que se fragmentam em partes minúsculas, mas não se decompõem. Eles recebem aditivos em sua composição que aceleram o processo de fragmentação, mas que permitem que eles não sofram até seis meses. Assim, por não atenderem as normas internacionais de biodegradação, não são considerados materiais biodegradáveis.

Comparativamente, um plástico biodegradável pode demorar anos para ser degradado por completo. Já o oxibiodegradável, segundo os fabricantes, é em torno de 18 meses dependendo do ambiente em que é descartado.

Oxibiodegradável - Fonte: Recicloteca

Figura: Plástico oxibiodegradável – Fonte: Recicloteca.

A polêmica

A principal questão neste tema é a dúvida: Afinal os plásticos Oxibiodegradáveis são, ou não, biodegradáveis?

A resposta é: NÃO.

Este tipo de plástico não é biodegradável. Isso porque o que acontece é que ele se divide nas partes minúsculas e estas acabam por ser levadas pelo vento, água, comida erroneamente por animais e etc.

Universidades como a Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) realizaram pesquisas sobre estes plásticos. Você pode encontrá-las aqui:

Por sua vez, para a ABIPLAST a biodegradação não é contemplada na Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Dessa forma, a biodegradabilidade (tanto do oxibiodegradável quanto do biodegradável) só faz sentido ser realizada em biodigestores anaeróbicos ou plantas de compostagem. Portanto, para eles, a solução mais eficaz para o tratamento de resíduos plásticos é através de programas de coleta seletiva.

Em 2016, a ABIPLAST ofereceu um documento em que responde perguntas. Nele há questionamentos sobre oxibiodegradáveis e biodegradáveis. Abaixo algumas peguntas deste documento que pode ser lido integralmente neste link: http://file.abiplast.org.br/download/2016/perguntas_e_respostas_sacolas_pl%C3%A1sticas_web.pdf

Oxibiodegradável - Perguntas e Respostas ABIPLAST

Figura: Algumas perguntas sobre plásticos oxibiodegradáveis – Perguntas e Respostas ABIPLAST 2016.

 

Gostou da matéria?
Acesse o nosso blog e confira muitas outras: https://afinkopolimeros.com.br/blog


Nós recomendamos:

Blog Química Sustentável
eCycle
Recicloteca
Cultura Mix
Filantropia.ong