Como o Ensaio de Flamabilidade pode salvar vidas?

O episódio ocorrido na Fórmula 1 com o piloto Romain Grosjean chocou o mundo. Principalmente após o piloto deixar o carro em chamas, andando e sem ferimentos graves. Você sabe como isso é possível?

A Fórmula 1 é um esporte que possui muitos riscos à vida de todos aqueles que estão no autódromo, do piloto ao expectador, além daqueles que auxiliam na sinalização, segurança e manutenção. Por isso, utiliza alta tecnologia em suas pistas, carros e uniformes,  com o intuito de proteger a todos. Neste texto vamos focar nos uniformes utilizados pelos pilotos, equipe dos boxes e pelo suporte de pista.

Uma das características mais importantes desse uniforme é a resistência ao fogo. E foi justamente esta propriedade que garantiu que Romain Grosjean pudesse sair praticamente ileso do acidente, mesmo com o carro ainda em chamas.

Como o ensaio de flamabilidade pode salvar vidas?

Figura: Imagem do piloto Romain Grosjean após acidente na Fórmula 1.

Por que a roupa de Romain Grosjean não pegou fogo?

O motivo está diretamente ligado ao tipo de material utilizado na fabricação dos uniformes de Fórmula 1. Estes produtos são constituídos de uma variação da Aramida, conhecida como Meta-Aramida. A Meta-Aramida é um polímero que apresenta estrutura similar à da Poliamida, porém com anéis aromáticos compondo a cadeia principal, tornando o polímero mais rígido e durável.

Somado a isso, a Meta-Aramida possui uma excelente resistência química, térmica e à radiação, além de serem leves e excelentes isolantes elétricos. Quando estes polímeros são expostos ao calor, uma reação especial ocorre, permitindo que mais energia seja capturada no tecido, o que fornece uma grande proteção contra o calor.

O ensaio de flamabilidade é essencial para que estes materiais tenham suas propriedades aferidas, bem como para garantir o controle de qualidade destes produtos. Você sabe como este ensaio é realizado?

Como é realizado o Ensaio de Flamabilidade?

O Ensaio de Flamabilidade é baseado no contato ou aproximação de uma amostra de material polimérico à uma chama, permitindo assim a análise de seu comportamento.

Dependendo da finalidade do produto polimérico, a realização dessa análise é fundamental e seu resultado é determinante para a prevenção de acidentes causados por incêndios. Isso se deve pelo fato de que cada polímero reage de uma forma diferente quando é exposto à chama.

Uma das características que podem ser verificadas no Ensaio de Flamabilidade é a capacidade de autoextinção das chamas. Um polímero pode ser classificado, seguindo os critérios de normas técnicas como a UL94, como autoextinguível, quando existe a aplicação de uma chama por um tempo determinado e após a remoção da fonte de ignição a chama no polímero se extingue de forma espontânea. Este é o caso do material utilizado nos uniformes da Fórmula 1.

Caso contrário, a propagação da chama é acompanhada de forma controlada podendo fornecer informações importantes como: velocidade de propagação da chama, tendência a espalhar o incêndio por gotejamento de frações de plástico fundido em chamas e geração e densidade da fumaça.

Diversos órgãos nacionais e internacionais fornecem normas para ensaios que determinam os parâmetros e etapas do Ensaio de Flamabilidade, como a ISO 3795 e a ASTM D635, utilizadas para determinar a taxa de queima das amostras, e a UL94 , que além da taxa de queima, permite a classificação do polímero em algumas categorias (5VA, 5VB, V-0, V-1, V-2 e HB).

A Afinko Soluções em Polímeros realiza o Ensaio de Flamabilidade. Caso tenha interesse em realizá-lo entre em contato através do e-mail: contato@afinkopolimeros.com.br

Acesse agora nosso blog e confira nossos outros posts: https://afinkopolimeros.com.br/blog/

Faça já o download do novo E-book da Afinko sobre Análise de Falhas de

Materiais Poliméricos: https://afinkopolimeros.com.br/e-books/e-book-analise-de-falhas-em-materiais-polimericos/

Acompanhe-nos também pelo Facebook: https://pt-br.facebook.com/afinkopolimeros/

Siga-nos no instagram: @afinkolab (https://instagram.com/afinkolab)